21/10/2018

Só um pouquinho de felicidade, por favor.

Photo by Lidya Nada

Com tudo que vem acontecendo no Brasil nesses dias malucos de eleições não dá simplesmente pra ignorar e seguir a vida vida como se nada estivesse acontecendo. Toda essa correria, militância e luta acaba sendo desgastante, é muita decepção que venho descobrindo a cada dia de pessoas que eu nem imaginava.

É muito triste ver tudo o que lutamos tanto pra conseguir indo por ralo abaixo. O direito  das mulheres, o combate ao racismo e apropriação cultural, a extrema pobreza, os LGBTs sendo mais oprimidos, logo quando estávamos tão fortes batalhando contra o preconceito, surge alguém que quer nos calar. (ainda mais)

O que me preocupa mais são as vozes que estiveram quietas por tanto tempo e agora estão gritando tudo que sempre quiseram: "morte aos gays"; "as sapatão vão morrer"; "morte aos negros", entre outros. O pior é que não estão só gritando, estão fazendo. Eu não imaginava que em pleno 2018 eu teria medo de sair na rua com adesivo escrito "ele não", pensei naqueles que estão com medo de saírem nas ruas por simplesmente existirem. (liberdade que nunca tiveram totalmente)

É muito difícil pra mim seguir a vida como se nada estivesse acontecendo, continuar com meus posts no blog, meus desenhos, meus games e dane-se o resto. Só que as vezes a gente precisa recuperar um pouco o que estamos deixando de lado, o que nos dá um pouquinho de felicidade em meio a tanta tristeza, e eu fui fazer isso neste Domingo. Peguei meus pinceis, tinta de aquarela e dei um tempinho dessa realidade cruel.

Passar um tempinho com seu mozão, ser mais loucos do que nunca, ver amigos, dançar sozinho, cantar, cozinhar algo legal, jogar um game bacana, e tentar ser só um pouquinho feliz no meio de tanta dor. (mesmo para quem já faz isso todos os dias pelo simples fato se ser oprimido por sem quem é)

O que te deixa feliz? Vamos tentar um pouquinho, você merece!

Este post faz parte do projeto 'Pequenas Felicidades' das bogueiras Bia e Iza. Não deixe de visitar o Labirinto de Sonhos e saber o que trouxe felicidade pra Bia.
Iza Cordeiro © . Design by FCD.