Izabella Cordeiro

Aquarela e Lifestyle

Os mitos do lápis de cor e 4 formas simples para pintar bem

O lápis de cor é um material que pode ser usado de forma bem lenta e sem nenhuma preocupação de esperar secar, ou outros cuidados que temos com aquarela, e em 4 passos simples você consegue fazer pinturas incríveis e completas.

Neste post vou mostrar alguns mitos, as variadas formas de usar o lápis de cor e mais 4 passos para adquirir um bom preenchimento na pintura sem forçar seu lápis de cor contra o papel e nem ficar cansativo e desgastante a sua experiência com os maravilhosos lápis de cor.



Mitos do lápis de cor


Os 'mitos' foram algo que me deixava frustrada demais quando estava aprendo a usar o lápis de cor. Quando não temos nenhuma referência de estudo - acontece muito com autodidatas - costumamos buscar inspiração e um poco de técnica em artes de pinturas incríveis e sempre são aquelas bem realistas que aparecem para nós.

! Os mitos do lápis de cor e as coisas que aprendi:

  • Realismo é a pintura do lápis em sua melhor fase: Quanto mais realista melhor está o uso lápis de cor. (X) mito.
  • Papel lisinho é melhor: O papel liso evita deixar marcas de texturas da folha, o que melhora a qualidade do seu desenho. (X) mito.
  • Lápis de cor branco: É essencial para fazer a mesclagem das cores. (X) mito.
  • Quanto mais forte melhor: Apertar bem o lápis para ter uma cor mais vibrante. (X) mito.
  • O sentido certo: Procure sempre pinta de acordo com o sentido da forma. (X) mito

Parecem ser coisas bobas, mas quem está iniciando com o lápis de cor, esses são itens consideráveis e ajudarão a ter mais liberdade em usar o lápis de cor sem medo.

Lui Ferreyra


Nesta arte podemos ver o bom uso de hachuras, trabalhando bem os planos de luz e a direção das linhas, o que deixa a forma do desenho perceptível sem precisar adentrar em detalhes e preenchimento total da forma.


Will Costa


Um artista que trabalha de forma bem detalhada o preenchimento do lápis de cor . Aqui podemos ver um trabalho mais realista, com muito cuidado em preencher todos os espaços e eliminando o sentido das linhas, deixando a pintura mais uniforme. Embora o artista use uma técnica mais realista, os cabelos de seus retratos tem uma característica mais desenhada e marcada, porém a pintura segue o mesmo padrão.

Pascal Moguerou


Além de temas maravilhosos, as pinturas do artista também são bem inspiradoras. Ele usa variadas direções do lápis, usa uma passagem tonal de forma leve e bem distribuída, trabalhando bem os preenchimentos, mas deixando evidente os riscos feitos pelo lápis.

Com isso apresento algumas formas de usar o lápis de cor, quebrando os mitos e te dando liberdade para inventar, mostrando que a marca da textura do papel ou deixar evidente a direção da pintura só enriquecem o seu trabalho.

4 formas simples de usar o lápis de cor

Agora que você já está inspirado, e livre de qualquer influencia sobre o certo e errado do lápis de cor, aqui vão 4 passos simples para você começar a pintar.


  • Pintura horizontal
  • Pintura vertical
  • Pintura diagonal 1
  • Pintura diagonal 2
Você pode usar as quatro técnicas juntas ou separadas, ou escolher entre duas combinações. Além de usar movimentos circulares e fazer grandes variações de sentido das linhas, usando também curvas aonde achar necessário.

Mesclagem de cores no lápis de cor

O lápis de cor não é uma técnica de força, é com suavidade e paciência que você obtém tons variados e cores mais fortes, tudo sem estragar seu material de arte e cansar seus movimentos.

Para criar uma boa mesclagem de cor, use o lápis com leveza fazendo movimentos repetidos até alcançar o tom desejado. No exemplo abaixo eu fiz a mesclagem do laranja + azul usando movimentos na horizontal, vertical e diagonal 1.


! Para evitar com o lápis de cor

Essas são 2 coisas que eu acho extremamente desnecessárias no uso da lápis de cor, pois elas deixam o lápis ensebando prejudicando a adição de novas cores, causando manchas brancas e deixando um brilho superficial muito evidente, além de marcar demais a pintura.

  • Lápis branco
  • Apertar muito o lápis de cor

No exemplo acima mostrei a tentativa de mesclagem usando muita força com os lápis e outro com um pouco menos de força porém com o lápis branco. Quando forçamos demais a cor fica impossível criar uma mesclagem pois lápis 'deslisa' por cima da cor anterior ao invés de se misturar e o mesmo acontece com o branco.

Essas foram algumas dicas sobre a pintura com lápis de cor e como é importante conhecer as diversas possibilidades de pinturas em superfícies lisas ou texturizadas, respeitando os limites do material e explorando o seu potencial.

Leia sobre dicas de desenho
Leia sobre ser ilustrador

Gostou do post? Compartilha ele em suas redes sociais, isso ajuda muito a continuar produzindo conteúdo!

Comentários

back to top